Mídia: iniciativas para a ovinocultura são promovidas

O Jornal Folha do Sul divulgou o lançamento da Frente Ovino na Feovelha. Deu especial destaque aos papéis e parcerias das associações ARCO e ADAC>, leia abaixo:

Iniciativas para a ovinocultura são promovidas

Durante a Feovelha que encerrou no último final de semana, o Parque Charrua foi sede de eventos voltados para o fomento da ovinocultura. Um desses eventos foi o lançamento da Frente Parlamentar Mista de Apoio à Ovinocaprinocultura, uma proposição do deputado federal Giovani Cherini, e da assinatura do acordo de parceria entre a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), com a Associação para o Desenvolvimento Sustentável do Alto Camaquã (Adac).
Na primeira iniciativa, a frente objetiva defender a criação de uma política nacional de incentivo, estimulando a pesquisa, a criação e o abate de ovinos e caprinos, e terá atuação no âmbito da Câmara dos Deputados e em todo o território nacional, com caráter suprapartidário, ou seja, conta com apoio de todos os partidos. “Na condição de criador de ovinos, posso afirmar que esse setor possui enorme potencial e pode gerar mais de 120 mil empregos em todo o Brasil. No Rio Grande do Sul são quatro milhões de cabeças. Em uma comparação, o consumo de bovinos é 37 quilos por pessoa/ano, sendo os ovinos 0,7 quilos per capita”, observou Cherini, presente no evento.
Já a parceria entre Arco e Adac busca a valorização da produção e o aumento da renda dos ovinocultores do território do Alto Camaquã, que compreende os municípios de Bagé, Caçapava do Sul, Encruzilhada do Sul, Lavras do Sul, Piratini, Pinheiro Machado e Santana da Boa Vista.
De acordo com o presidente da Arco, Paulo Afonso Schwab, o Alto Camaquã é uma das regiões mais importantes da ovinocultura brasileira, por isso o objetivo é trabalhar em prol dos ovinocultores.
O presidente da Adac, Mateus Garcia, diz que com a parceria há muitos planos e projetos encaminhados para este ano e a expectativa é de um salto no crescimento da região. “Através da ajuda da Arco eu acredito que haverá um crescimento na renda dos ovinocultores do Alto Camaquã”, comentou.

 

Anúncios